Tumbes Principais Atrações Turísticas

Praça Principal (Plaza de Armas) de Tumbes


A Praça Principal é uma das mais interessantes atrações da cidade, já que, após a sua transformação, apresenta uma concha acústica revestida dum mosaico denominado "O Encontro de Dois Mundos". A imagem faz alusão à chegada dos espanhóis e a toda a riqueza natural da região. No seu centro, dá para observar a representação do Cacique Chilimasa, Curaca da zona, que resistiu contra as forças armadas espanholas. Os habitantes têm o costume de passear ou descansar na sombra das árvores, ao redor desta praça.

Igreja Matriz San Nicolás de Tolentino


Situada na Praça Principal, esta igreja de estilo barroco foi construída no século XVII, por sacerdotes agustinos. No seu interior, destacam os dois arcos de meio ponto, o teto conformado por faldas de dois níveis e as cúpulas em forma de ogiva, revestidas com mosaicos, e dá para apreciar o Altar Maior trabalhado em madeira talhada, com aplicações de mosaicos e vitrais com cenas da vida de Jesus, figuras de Santos e a Virgem, além duma excelente talha de Cristo.

Passeios Pedestres


Existem vários passeios que lhe convidam a recorrer a cidade, entre os quais destacam La Concordia, Los Libertadores, Jerusalén e Triunfino. Outros lugares muito frequentados pelos habitantes de Tumbes, são o Boulevard de la Madre, a Praça O Beijo (Plaza El Beso), a Praça Bolognesi e o Parque do Avião.

Ponto de Vista Panorâmica e Turístico e Área Natural Privada Palo Santo


Trata-se dum ponto de vista panorâmica construído sobre a colina mais alta da cidade, apenas a cinco minutos de automóvel, desde o qual é possível observar boa parte da geografia da zona. Este ponto de vista panorâmica se encontra numa Área Natural Privada chamada Palo Santo, com bosques compostos de espécies típicas da região, tais como o algarrobo, pau santo, hualtacos e charanes, e é o hábitat de mais de 30 espécies de aves, muitas delas endêmicas da região de Tumbes, e diversos sendeiros foram criados para poder observar a flora e fauna regional, e a gente pode visita-la o ano todo.

Porto Pizarro


Este porto está situado apenas a 13 km da cidade de Tumbes (15 minutos de automóvel). A caleta de pescadores de Puerto Pizarro é o ponto de partida para a visita de bote dos mangroves que são um sistema ecológico formado por canais navegáveis que fazem parte do delta do rio Tumbes. Estes mangroves podem alcançar uma altura de até seis metros, formando ilhas pela acumulação de sedimentos e limo. Durante o recorrido, poderemos desembarcar nas ilhas do Amor (Isla del Amor) e Osso de Baleia (Hueso de Ballena), cujas praias são as mais importantes da zona. Também, a ilha dos pássaros (Isla de los Pájaros) é o refúgio duma grande variedade de aves, e é ideal para observa-las, sobre tudo no anoitecer, quando se retiram para dormir.
Também, os mangroves são conhecidos pelo seu criadouro de jacarés de Tumbes (Crocodylus acutus), uma espécie única no Peru, e atualmente em perigo de extinção, e célebres pela variedade de conchas pretas e moluscos muito apreciados pelo seu sabor nas preparações culinárias, e pelas suas qualidades afrodisíacas. É recomendável visitar os mangroves entre maio e dezembro, já que durante a temporada de chuvas (Janeiro a abril), os serviços podem estar sujeitos a restrições.
De fato, é o lugar adequado para a extração de conchas pretas e moluscos, mas também, Você poderá observar e adquirir lembranças e artesanato típico elaborado com elementos marinhos, e frequentemente, com a concha spondylus (Spondylus pictorium), considerada como sagrada pelos antigos habitantes de Tumbes, já que tinha mais valor do que o ouro.

Santuário Nacional dos Mangroves de Tumbes


A uns 30 km da cidade de Tumbes (50 minutos de automóvel), se encontra este santuário natural formado por um bosque principalmente composto de quatro espécies de mangroves: O mangrove vermelho (Rhizophora mangle), o mangrove salgado (Avicennia germinans), o mangrove branco (Laguncularia racemosa) e o mangrove botão (Conocarpus erectus), assim como outras 40 variedades botânicas. Estes mangroves são o hábitat apropriado e em muitos casos, o único para uma ampla gama de espécies. Em quanto à fauna aquática, existem 33 espécies de caracóis, 34 de crustáceos, 24 de moluscos com concha e 105 de peixes, muitos deles de importância comercial. Também, encontraremos mais de 200 espécies de aves, muitas das quais são únicas e em perigo de extinção, como garças de diferentes espécies, ou também a ave fragata (fregata magni-ficens) e mamíferos de distribuição restringida e em situação de escassez ou ameaçada, como o cão concheiro (Procyon cancrivorus), a lontra do noroeste (Lontra longicaudis), o urso dos mangroves ou mapache e o jacaré americano, em atual perigo de extinção. Para ingressar, é necessário ter uma autorização do Instituto Nacional de Recursos Naturais (INRENA).

Zona Reservada de Tumbes


A Zona Reservada de Tumbes está situada a uns 51 km no nordeste da cidade de Tumbes (3 horas de camioneta). É uma zona cuja topografia geral corresponde a lombas baixas e escarpadas, e o lugar é uma amostra representativa do sistema ecológico do bosque tropical do Pacífico, único no Peru, e foi incluído na Reserva da Biosfera do Noroeste Peruano, devido a sua importância. Está conformada por duas zonas ecológicas bem diferenciadas: Os bosques secos e bosques úmidos, que são o hábitat de mais de 130 espécies de aves e de muitos animais, como a lontra do noroeste (Lontra longicaudis), o macaco coto de Tumbes (Alouatta palliata) e o jaguar (Panthera onca), entre muitas outras espécies. Em quanto à flora, está constituída por grandes bosques de ceibo, algarrobo, angolo, pretino, pau santo e o guayacán.

Parque Nacional Cerros de Amotape


Situado na Província de Contralmirante Villar, a uns 36 km da cidade de Tumbes (1 hora e 20 minutos de automóvel), este parque tem uma extensão de 91.300 hectares e se encontra na fronteira entre as regiões de Tumbes e Piura. A sua altitude vária entre120 m.a.n.m. (Rica Playa) e 1.538 m.a.n.m. (Cerro Campana) e a sua diversificada geografia combina o bosque seco tropical com as colinas da Cordilheira Norte Peruana ou Cerros Amotapes.
Estes cerros reúnem uma grande diversidade biológica e ali, crescem o algarrobo, hualtaco, charan, sapote, pasallo e o guayacán. A sua fauna selvagem é muito variada e inclui espécies representativas do bosque tropical, de zonas áridas e da Cordilheira dos Andes, tais como os condores andinos, o tigrillo, veiado vermelho, pecari, urso formigueiro do norte, urso de óculos, veiado gris, o esquilo de nuca branca e o loro de cabeça vermelha. Também, é o hábitat de espécies com distribuição restringida em perigo de extinção, como o jacaré (Crocodylus acutus) e a Lontra longicaudis do noroeste.
Pela sua importância ecológica, este parque tem sido considerado como fazendo parte da Reserva de Biosfera do Noroeste do Peru, à qual a gente pode aceder e praticar o turismo ecológico, observando a flora e fauna, assim como navegar pelo rio Tumbes, e existem diversos circuitos que incluem caminhadas por colinas e quebradas.

Complexo Arqueológico "Cabeza de Vaca"


Situados a5 kmao sul-oeste da cidade de Tumbes (Uns 10 minutos de automóvel), estes recintos estão construídos em pedra e adobe (Grandes tijolos de terra secados no sol). Neste lugar, têm-se achado peças de cerâmica, assim como ossos e instrumentos de pedra, e todos eles estão ainda dispersos pelas colinas adjacentes.
As pesquisas indicam um período de ocupação indo desde o Intermédio Tardio da cultura Chimú, até o Horizonte Tardio Inca. Este sítio arqueológico teve uma transcendência notável em períodos pre-hispanos, e deu para distinguir uma oficina na qual conchas estavam sendo trabalhadas, como spondylus e bivalves. Além disso, um caminho de canto rodado de 8 km foi encontrado que ligava o sítio arqueológico com o litoral, assim como um canal de irrigação e uma pirâmide trunca de adobe ou Huaca chamada "Cabeça de Vaca", de250 metrosde comprimento,100 metrosde largo e15 metrosde alto.
Os cronistas espanhóis o conheciam como "Corrales", "São Pedro dos Incas" ou "Antigo Tumbes". Possui um Museu do Sítio, onde estão exibidas as peças principais obtidas das escavações e pesquisas.

Veraneio Zorritos


Situado a uns 28 km da cidade de Tumbes (30 minutos de automóvel), Zorritos é um dos mais belos veraneios da costa norte do Peru, e possui todo o necessário para gozar de férias espetaculares; um bonito clima o ano todo, mar morno, uma formosa praia e deliciosos pratos em base a pescados e mariscos. A sua praia de areia branca e fina, assim como as suas águas quentes são ideais para praticar esportes como a moto náutica (Jet ski), o surfe e a pesca, com esplêndidas postas do Sol e um inesquecível relax na praia.

Praia Punta Sal


A uns 80 km da cidade de Tumbes (1 hora e 15 minutos de ônibus), encontra-se uma das mais formosas e compridas praias da costa norte do país. Caracteriza-se pelas suas águas tranquilas e quentes, com uma temperatura media de 24º C. Punta Sal, também conhecida como Punta Sal Grande, é uma imensa praia em forma de ferradura duns 5 km de comprimento, com águas limpas e calmas. A zona sul da praia é rochosa com algumas formações de pocinhas, e as suas zonas centrais e norte são de areia.

Banhos Termais de Hervideros


Estes banhos termais estão situados a uns 40 km da cidade de Tumbes (45 minutos de automóvel), no sul de Zorritos. Ali, a água aflora numa zona de argila muito fina, onde se forma uma mistura muito parecida à barbotina dos ceramistas, com componentes iodados, clorados e ferruginosos, tendo propriedades medicinais. A concentração de sustâncias minerais em dissolução lhe dá um aspecto similar ao dum vulcão de lodo ou duma sustância fervendo.

Mais sobre Tumbes: